Vivências da maternidade em uma prisão feminina do estado Rio Grande do Sul (Experiences of motherhood in a women's prison Rio Grande do Sul State)

Daniela Canazaro Mello, Gabriel Gauer

Resumo


O presente estudo tem como objetivo descrever as características das mulheres encarceradas (em companhia dos filhos ou gestantes) que estão presas em regime fechado no Estado do Rio Grande do Sul. A pesquisa foi realizada de forma empírica com delineamento quantitativo e qualitativo através de um estudo transversal e descritivo. As trinta e uma mulheres que estavam alojadas na galeria específica que abrigam as mães em companhia dos filhos participaram do estudo. Os achados mostram que o perfil caracteriza-se por ser uma mulher solteira, jovem, ter no mínimo três filhos, ter exercido atividades de baixo status social e/ou econômico, estudado até o Ensino Fundamental incompleto e está respondendo o delito de tráfico de drogas. A maioria das mulheres teve contato com o ambiente prisional antes do encarceramento através de visitas. Todas as participantes têm algum membro da família que já foi preso.  Foi encontrada alta prevalência do uso de tabaco e o uso dependência de outras drogas. Muitas dessas mulheres continuaram a usar estas drogas durante o período gestacional. A vivência da maternidade dentro da prisão acarretou minimização do sofrimento, diminuição dos efeitos considerados negativos da prisão, a interrupção do uso de drogas e a oportunidade de ser mãe.

 

ABSTRACT - This study aims to describe the characteristics of women imprisoned (in the company of children or pregnant women) who are trapped in a closed state of Rio Grande do Sul. The research was performed with empirical delineament quantitative and qualitative, using a cross-sectional descriptive study. The thirty-one women who were housed in the gallery specifically to house the mothers with their children in the study. The findings show that the profile is characterized by being single, young, have at least three children have pursued activities with low social status and / or economics, has studied up to the Elementary School, and is responding to the crime of drug trafficking. Most women had contact with the prison environment prior to incarceration through visits. All participants have a family member who has been arrested. A high prevalence of tobacco use and dependence on other drugs. Many of these women continued to use these drugs during pregnancy. The experience of motherhood within the prison led to reducing pain, decreasing the negative effects included the arrest, cessation of drug use and the opportunity to be a mother.

keywords: Public Health


Palavras-chave


Saúde Coletiva

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.