Educação Permanente para os Agentes Comunitários de Saúde em Florianópolis: necessidades e desafios (Permanent Education to Communitarian Agents of Health: needs and challenges)

Monica Motta Lino, Gabriela Marcellino de Melo Lanzoni, Gelson Luiz de Albuquerque, Mariana Cabral Schveitzer

Resumo


Este estudo teve por objetivo compreender como se estabelece o processo educativo dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) do município de Florianópolis, bem como, identificar temas para contribuir com a Educação Permanente em Saúde e transformação social.  A pesquisa ocorreu no período de maio a agosto de 2007, utilizando uma abordagem quali-quantitativa. Na etapa qualitativa adotou-se como referencial metodólogico a Pesquisa Convergente Assistencial e a parte quantitativa caracteriza-se como transversal, com questionário estruturado, auto-aplicável. O grupo investigado foi composto por 470 ACS do município de Florianópolis distribuídos em 47 Unidades Locais de Saúde. Os dados foram coletados em 53 encontros denominados "oficinas educativas" que continham entre 8 à 10 ACS e três facilitadores. Os resultados foram organizados a partir de duas unidades de análise, a primeira, "Planejamento das ações de educação", indica que não há uma sistematização do processo educativo, para que esse seja regular, estruturado e formal. As iniciativas originam-se no nível central, configurando-se como pontuais, restritas e sem um planejamento específico. A segunda unidade de análise, "Levantamento de conteúdos de interesse para subsidiar um processo educativo formal", contou com a indicação de 1269 temas apontados pelos ACS que foram armazenados no software EpiData e avaliados no software SPSS (versão 9.0). Resgata-se o interesse em palestras acerca dos Problemas de Saúde Pública, de Promoção à Saúde, Relacionados às atividades dos ACS, ao Sistema Único de Saúde e à Estratégia Saúde da Família, bem como, é ressaltado o desejo pela formação regular como técnico de enfermagem. Os temas para Educação Permanente devem emergir da base, ou seja, dos próprios trabalhadores da saúde e comunidade, para que os problemas emergenciais sejam contemplados em todos os seus tocantes e que a educação tenha resultados positivos.

 

ABSTRACT - This study aimed to understand how the educational process of establishing the Community Health Agents (CHA) in Florianópolis - SC - Brazil, as well as identifying issues to contribute to the Permanent Education in Health and social transformation. The study was conducted between May to August 2007 using a qualitative-quantitative approach. The qualitative analysis was adopted as a methodological reference Convergent Care Research and the quantitative part is characterized as a cross, using a structured questionnaire, self-administered. The study group consisted of 470 CHA Florianópolis divided into 47 Local Health Units. Data were collected in 53 meetings called "educational workshops" containing 8 to 10 CHA and three facilitators. The results were organized from two units of analysis, the first, "Planning of these actions," indicates that there is no ordering of the educational process, for this is regular, structured and formal. The initiatives stem from the central level, configuring it as isolated and restricted and without a specific plan. The second unit of analysis, "Survey of content of interest to support a formal education process," he said with an indication of issues raised by the CHA in 1269 that were stored in the software EpiData and evaluated with SPSS (version 9.0). It's indicated interest in talks about the Problems of Public Health, Health Promotion, related to the activities of CHA, the National Health System and the Family Health Strategy as well as, is emphasized the desire for regular training and technical nursing. The themes for Continuing Education must emerge from the base, or the workers themselves and the health community for emergency problems that are covered in all its touching and that education has positive results.

Keywords: Health Education; Health Family; Public Health


Palavras-chave


Educação em Saúde; Saúde da Família; Saúde Pública

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.