Inovação metodológica- experimentando a educação libertadora em saúde (Innovative methodology: experimenting a liberation education with health)

Hélène Laperrièrre

Resumo


Freire sistematizou uma perspectiva pedagógica libertadora na expectativa de um dialogo entre o saber popular e o saber acadêmico. O objetivo deste artigo é de descrever e analisar uma prática de pesquisa realizada durante um estágio de estudos em nível de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por uma professora (a autora) da Escola de Enfermagem da Universidade de Ottawa, interessada em conhecer melhor a experiência brasileira de aplicação da educação popular na formação profissional em saúde. A pesquisa como reflexão integrada à ação social. O pós-doutorado realizou-se na forma de uma imersão integral nos campos empíricos da Universidade e da comunidade urbana. O contexto da Universidade Federal da Paraíba está situado no epicentro histórico das lutas dos movimentos camponeses nordestinos, em uma das regiões mais pobres do Brasil. Além disso, esta é uma região próxima da área onde foram realizadas as primeiras experiências do método de alfabetização de Paulo Freire. Questionamentos surgiram durante o percurso da busca de informação: Quais os modos inovadores de pesquisa para produzir conhecimentos na área da prática de formação profissional com educação popular em saúde na universidade? Como comunicar uma experiência de vivência fora do contexto local para sua difusão aos níveis nacional brasileiro e internacional? A construção da metodologia envolveu atividades cotidianas com professores e estudantes engajados nas práxis de educação popular em programas de extensão, em cursos de graduação nas ciências da saúde e no Programa de Pós-Graduação em Educação. A inovação metodológica, representada por um forte componente de imersão e de compromisso pessoal com membros de uma comunidade específica, desencadeou o confronto com os conceitos de incerteza e de imprevisibilidade.

 

ABSTRACT – Freire sistematized a liberatory pedagogic perspective expecting a dialogue between popular knowledge and academic knowledge. The objective of this paper is to describe and analyze a research practice realized during postdoctoral studies in the program of graduates studies in education at the Federal University of Paraíba (UFPB, Brazil), by a professor (the author) from the Nursing school of University of Ottawa, interested in knowing better the Brazilian experience of application of popular education in health for the health professional formation. The research needed to be a reflection embedded within the social action. The postdoctoral studies happed in a form of integral immersion on the empiric fields of the University and the urban community. The context of UFPB is located in the historic epicenter of fights from northeast peasant movements, in the poorest regions of Brazil. Furthermore, this is a region near the area where were realized the first experiences with Paulo Freire method of alphabetization. Questions raised during the process of this search for information: Which are the innovative research methods with popular education in health in the university? How to communicate a living experience outside its local context for diffusion at the Brazilian national and the international levels? The methodological construction involved daily activities with professors and students engaged in the praxis of popular education in health with programs of extension, in graduates courses of health science and program of graduate studies in education. The innovative methodology, with a strong component of immersion and personal engagement with members of a specific community, developed the confrontation with the concepts of uncertainty and unpredictability.

Keywords: Health Education; Qualitative Research; Health Promotion


Palavras-chave


Educação em Saúde; Pesquisa Qualitativa; Promoção da Saúde

Texto completo:

PDF


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.