Projetos sociais de geração de renda: desafios e possibilidades

Alberto Mesaque Martins, Eliete Albano de Azevedo Guimarães, Daniela Dias Gomes, Maria de Lourdes Menezes, Josélia Oliveira Araújo Firmo, Zélia Maria Profeta da Luz

Resumo


Dentre os principais fatores que contribuem para uma melhor ou pior condição de saúde estão as situações econômicas e sociais que vêm sendo apontadas como um dos problemas globais de maior complexidade. Os projetos sociais vêm sendo destacados como importantes dispositivos com potencial de contribuir para a autonomia e protagonismo dos sujeitos na construção coletiva de propostas de ações que visem não apenas a mudança individual, mas, sobretudo, a transformação social, coletiva e comunitária. Na perspectiva da Promoção da Saúde e do Desenvolvimento Social Local e Sustentável apresenta-se um Estudo de Caso do processo de implantação de um projeto social voltado para a construção de alternativas de geração de trabalho e renda em um território caracterizado por vulnerabilidade social. Busca-se ainda discutir os desafios que perpassam o processo de implantação e desenvolvimento de projetos sociais nesses contextos e refletir sobre as contribuições desses dispositivos para a promoção da saúde da população que vive nesses territórios. Ressalta-se a complexidade que permeia o processo de desenvolvimento de projetos sociais e a necessidade de intervenções integradas e intersetoriais que considerem as singularidades de vida e as especificidades dos territórios onde são implementadas.

 

Abstract: Among the main factors that contribute to a better or worse state of health are the economic and social situations that have been identified as one of the global problems of greater complexity. Social projects have been highlighted as important devices with the potential to contribute to the autonomy and leadership of individuals in the collective construction of proposed actions aimed not only individual change, but, above all, social change, collective and community. From the perspective of Health Promotion and Social Development and Sustainable Local we present a case study of the implementation process of a social project focused on the construction of alternatives to generate employment and income in an area characterized by social vulnerability. We aim also discuss the challenges that permeate the process of implementation and development of social projects in these contexts and to reflect about the contributions of these devices for the promotion of health of the population living in these territories. We emphasize the complexity that permeates the process of social development projects and the need for integrated and intersectoral interventions that consider the peculiarities of life and characteristics of the territories where they are implemented.

Keywords: Health Promotion; Income; Collective Health.


Palavras-chave


Promoção da Saúde; Renda; Saúde Coletiva.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Noronha KVMS, Andrade MV. Desigualdades sociais em saúde e na utilização dos serviços de saúde entre os idosos na América Latina. Rev Panam Salud Publica 2005; 17(5/6): 410–8.

Buss PM, Pellegrini Filho A. A Saúde e seus Determinantes Sociais. PHYSIS: Rev. Saúde Coletiva 2007;. 17(1):77-93.

Silva MOS. Pobreza, desigualdade e políticas públicas: caracterizando e problematizando a realidade brasileira. Rev Katálysis 2010; 13(2): 155-63.

Buss PM. Globalização, pobreza e saúde. Ciênc. saúde coletiva 2007; 12(6):1575-89.

Brasil. Ministério da Saúde. Plano Brasil Sem Miséria. Brasília-DF, 2010.

Almeida Filho N. A problemática teórica da determinação social da saúde (nota breve sobre desigualdades em saúde como objeto de conhecimento). Saud. Debate 2009; 33: 349-70.

Souza J. (Org.). A ralé brasileira: quem é e como vive. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

Feijó MR, Macedo RMS. Família e projetos sociais voltados para jovens: impacto e participação. Estud. Psicol 2012; 29(2):193-202.

Buss PM. Enfrentando a pobreza através da parceria Estado-Comunidade: desenvolvimento local integrado e sustentável em Manguinhos. Cad Oficina Social 2000; 5:163-77.

Bodstein R, Zancan L, Ramos CL, Marcondes WB. Avaliação da implantação do programa integrado em Manguinhos: impasses na formulação de uma agenda local Ciênc. saúde coletiva 2004; 9(3):593-604.

Fiocruz. Fundação Oswaldo Cruz. Coordenadoria de Cooperação Social. Edital para seleção de projetos de Cooperação Social para desenvolvimento territorializado – CSDT/FIOCRUZ - 01/2009. Rio de Janeiro, 2009.

Westphal MF. Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças. In: Campos GWS, Minayo MCS, Akerman M, Drumond Junior M, Carvalho YM. (Orgs.) Tratado de Saúde Coletiva. 2 ed. São Paulo-Rio de Janeiro: Editora Hucitec-Editora FIOCRUZ, 2009. p. 635-668.

Machado MNM. Práticas psicossociais: pesquisando e intervindo. Belo Horizonte: Edições do Campo Social, 2004.

Champagne F, Brousselle A, Hartz Z, Contandriopoulos AP, Denis JL. A Análise da Implantação. In: Brousselle A, Champagne F, Contandriopoulos AP, Hartz Z. (Orgs.). Avaliação: conceitos e métodos. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2011. p.61-74,

Denis JL, Champagne F. Análise de implantação. In: Hartz ZMA (Org.). Avaliação em Saúde: Dos Modelos Conceituais à Prática na Análise da Implantação de Programas. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz/ABRASCO. 1997. p. 49-88.

Yin RK. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Censo Populacional 2010. Brasília – DF, 2010.

Amorim R, Pochmann M. Atlas da exclusão social no Brasil. Cortez: São Paulo, 2003.

Waiselfisz JJ. Mapa da Violência 2013: homicídios e juventude no Brasil. CEBELA/FLASCO: Rio de Janeiro, 2013.

Singer, P. Introdução à Economia Solidária. São Paulo: Editora Perseu Abramo, 2002.

Veronesse MV. Psicologia Social & Economia Solidária. São Paulo: Ideias & Letras, 2008.

Junqueira RGP. Agendas sociais: desafio da intersetorialidade na construção do desenvolvimento local sustentável. Rev Adm Pub, 34(6):117-30, 2000.

Lopes RE, Malfitano APS. Ação social e intersetorialidade: relato de uma experiência na interface entre saúde, educação e cultura. Interface - Comunic., Saude, Educ. 2006; 10(20): 505-15.

Monnerat GL, Souza RG. Da seguridade social à intersetorialidade: reflexões sobre a integração das políticas sociais no Brasil. Ver. Katálysis 2011; 14(1): 41-9.

Singer P. É possível levar desenvolvimento a comunidades pobres? In: Mello SL, Barbieri EM, Sigolo VM. (Orgs.) Economia Solidária e Auto Gestão: encontros internacionais. v. 2. São Paulo: NESOL-USP, TCP-USP, 2007.

Franca Filho GC. A problemática da economia solidária: uma perspectiva internacional. Soc Estado 2001; 16(1-2): 245-275.

Singer P. Economia solidária. Estud. avançados 2008; 22(62):289-314.




Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.