As percepções do cuidado em saúde mental pelos profissionais de saúde de uma unidade básica do município de Itajai(SC)

Jaqueline Rocha, Romulo Andre Rocha, Viviane Aparecida Lopes, Tatiane Budni, Inajara Carla de Oliveira, Diego Pauli Correa, Patricia Roberta Bellanda

Resumo


Introdução: Graças ao processo da reforma psiquiátrica brasileira, hoje, a Unidade Básica de Saúde (UBS) é local estratégico para o desenvolvimento de práticas em saúde mental. Objetivos: Este artigo teve como objetivo verificar como acontecem as práticas de saúde mental em UBS do município de Itajaí, no estado de Santa Catarina. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva delineada como um estudo de caso múltiplo, para o qual se utilizou a abordagem qualitativa. A amostra da pesquisa foi intencional, composta por 37 profissionais (médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde e técnicos de enfermagem) que compõem três equipes de Estratégia de Saúde da Família de uma UBS vinculada ao PET – Saúde Multiprofissional. Resultados: O acolhimento das queixas emocionais dos usuários se dá por meio da escuta. A assistência é baseada no modelo biomédico. Em relação ao cuidado longitudinal, identificou-se a lógica do encaminhamento para serviços especializados. Conclusão: A retaguarda de uma equipe de matriciamento para esta unidade poderia contribuir para o desenvolvimento de novas práticas em saúde mental, para além da escuta, que já é realizada. 

Abstract: The Brazilian psychiatric reform process enabled the deinstitutionalization and linking of the subject to its territory, therefore, the Basic Health Unit (BHU) is a strategic location for the development of mental health practices, cooperating to strengthen the reform. This study aimed to see how the mental health practices in UBS in the city of Itajai are conducted in state of Santa Catarina. This is a descriptive study designed as a multiple case study for which was used a qualitative approach. The survey sample was intentional, consisting of 37 professionals (doctors, nurses, community health workers and nursing technicians) that comprise three teams of the Family Health Strategy of UBS linked to PET - Health Multiprofessional. It was found that the recipiency of emotional complaints from users occur through listening. Assistance is based on the biomedical model. In relations to the longitudinal care, was identified the logic of referral to specialized services. It is understood from this study that the rearguard of a matricial team for this unit may contribute to the development of new practices in mental health, providing tools for the Family Health Strategy teams.

Keywords: Mental health, primary care, psychiatric reform.


Palavras-chave


Saúde mental, Atenção Básica, Reforma Psiquiátrica

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.