Na composição de um mosaico: investigações entre a experiência e o sintoma nos processos de formação em humanização[In the composition of a mosaic: investigations between experience and symptom in the humanization training processes]

Alice Grasiela Cardoso Rezende Chaves, Maria Claudia Souza Matias, Carolina Eidelwein, Sabrina Blasius Faust, Mariana Pereira Dermindo, Eduardo Passos

Resumo


O artigo problematiza as concepções de humanização encontradas no relato de apoiadores institucionais formados nos cursos desenvolvidos pela Política Nacional de Humanização (PNH) nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Ao colocar em análise as concepções de humanização produzidas por apoiadores institucionais, foi possível problematizar o lugar do pesquisador que investiga suas ações no SUS. Sendo pesquisa implicada, que envolveu pesquisadores da academia e pesquisadores com inserção nos serviços e na gestão destes processos de formação, o estudo avaliativo, em uma de suas categorias de análise, debruçou-se sobre os diferentes sentidos de humanização produzidos pelos cursos. Como resultados, foram encontradas tanto dimensões da humanização como algo imanente ao plano das experiências concretas, refratárias à idealização do homem ou das práticas, quanto concepções sintomáticas, reprodutoras de modos instituídos de conceber a humanização e a ideia de homem. Entre estas últimas, sobressaíram-se aquelas com destaque e centralidade à figura do apoiador, reproduzindo modos idealizados ou hierarquizados de perceber o sujeito nos grupos. No horizonte de análise do plano de produção de tais concepções sintomáticas, encontram-se fatores associados ao tempo de duração dos referidos cursos e aos objetivos vinculados à formação. A duração foi apontada como insuficiente para um adequado manejo dos conceitos-ferramenta trabalhados nos cursos. Os objetivos foram se conformando como vinculados à ideia de implementação da Política, gerando efeito de atribuição de ‘encargo’ junto aos apoiadores, insuflando-os a se autorizarem em movimentos contra-hegemônicos. Essas hipóteses foram estranhadas nas entrevistas e grupos focais com os apoiadores, que permitiram constatar um interessante efeito de desestabilização provocado pelos cursos. A metodologia participativa do estudo foi dispositivo problematizador da pesquisa e da implicação dos atores envolvidos.

ABSTRACT - The article discusses humanization concepts found in the institutional supporters report trained the in courses developed by the National Humanization Policy (PNH), in the states of São Paulo, Rio Grande do Sul and Santa Catarina.When analyzing the humanization conceptions produced by institutional supporters, it was possible to question the researcher place who investigates the actions in SUS.Since the research involved academic researchers and researchers inserted in services and management of the training processes, the evaluation study in one of its analysis categories held discussions on different humanization meanings produced by the courses.As results, it was possible to find humanization dimensions as something immanent to the plane of concrete experiences, refractory to any idealization of man or practices, and also, symptomatic conceptions, reproducers of instituted modes of conceiving humanization and the idea of man.Among the latter, those with prominence and centrality to the supporter figure excelled, reproducing idealized or hierarchical modes of perceiving the subject in the groups. On the analysis horizon of production plan from these symptomatic conceptions, there are associated factors to the duration time of these courses and objectives related to the training.Duration time was insufficient for a proper management of tool-concepts developed in the courses. The objectives were conforming as linked to the idea of Policy implementation, generating the effect of assigning 'charge' with the supporters, inflating them to self-authorize in counter-hegemonic movements.These hypotheses were strange in interviews and focus groups with the supporters that allowed proving an interesting effect of destabilization caused by the courses. The participatory methodology of the study was a problematical device of the research and actors involvement.

Keywords: Assistance Humanization; Health Public Policies; Health Assessment.


Palavras-chave


Humanização da Assistência; Políticas Públicas de Saúde; Avaliação em Saúde; Apoio Institucional.

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.