Pesquisa e Práticas de Apoio Institucional: um ensaio sobre os nexos axiológicos e epistêmicos entre Integralidade, Humanização e Formação na saúde[Research and Practices of Institutional Support: an essay on epistemic and axiological nexus among Comp...]

Roseni Pinheiro, Fabio Herbert da Silva

Resumo


Trata-se de um ensaio que busca compartilhar entendimentos reflexivos sobre certo modo de pesquisar em saúde, que aqui se refere à pesquisa acerca de práticas de apoio institucional no SUS. Trata-se da pesquisa intitulada “Áreas Programáticas e Estratégicas e direito à saúde: a construção da integralidade no contexto do apoio institucional”, realizada de outubro de 2012 a agosto de 2014. Durante esse período, foram acompanhadas 15 experiências de apoio institucional, cujo objetivo foi criar planos de visibilidade para os modos como o SUS tem se produzido, considerando os efeitos e repercussões das práticas de apoio na lida com os desafios concretos. Dentre os resultados obtidos na pesquisa sobre as práticas de apoio, destacamos o surgimento de noções emergentes e rotas analíticas que enunciavam a existência mesmo de um sinergismo axiológico presente na tríade integralidade-humanização-formação, configurando uma tríade epistêmica ou mesmo fenomênica, de certo modo de analisar o agir cotidiano no SUS. Quando se trata de efetivação do direito humano à saúde, sua realização contém atributos de um “acontecimento da política concretizada”. Percebemos que tal acontecimento surgia, justamente, quando essa tríade se concretiza como “ação coletiva”, gerando um movimento ético-político-educativo de cultivo de sentimentos de pertença na produção do comum – no nosso caso, na integralidade do cuidado como direito humano à saúde. Por fim, defendemos que é possível exercer uma prática de pesquisa de modo compartilhado e participativo, sobretudo formativo, onde a prática de pesquisar sobre práticas do apoio institucional produz um projeto comum alimentado por vivências e pelo objetivo de contribuir com uma nova gramática na discussão e compreensão das práticas dos apoiadores em seu cotidiano nas instituições de saúde, por sua interface com a integralidade, o trabalho e a efetivação do direito à saúde no SUS. Este ensaio busca compartilhar entendimentos reflexivos sobre certo modo de pesquisar em saúde, que aqui se refere à pesquisa sobre práticas de apoio institucional no SUS.

ABSTRACT - It is an essay to share reflective understandings about a way for health searching, which here refers to the investigation on supporting institutional practices in the SUS. The research title is "Programmatic and Strategic Areas and Right for Health: the construction of integrality in the institutional support context", held from October 2012 to August 2014. During this period, it was possible to follow 15 experiences on institutional support, whose goal was to create visibility plans to the ways SUS has produced itself, considering effects and impact of supporting practices in relation to particular challenges. Among the research results on supporting practices, it is worth pointing out the rise of emerging concepts and analytical routes that articulated the real existence of an axiological synergism present in the integrality, humanization and training triad. It configures an epistemic or even phenomenic triad on certain everyday way of analyzing SUS actions. When it comes to ensuring the human right for health, the realization contains attributes of an "achieved policy event." It was possible to realize that the event came just when the triad concretizes as a "collective action". Then, it generated an ethical-political-educational movement of belonging feelings cultivation on ordinary production, and in this case, about care integrality as a human right for health. Thus, it is possible to pursue a research practice of participatory and shared manner, primarily a training one, in which the research practice on institutional supporting practices produces a common project. It is fueled by experiences and contributing objective as a new grammar in discussion and understanding of supporters’ practices in their daily lives at health institutions, interface with integrality, work and realization on the right for health in the SUS. The essay tries to share thoughtful insights on the way for health research, which here refers to the investigation institutional supporting practices in SUS.
Keywords: Research; Health Integrality; Assistance Humanization.


Palavras-chave


Pesquisa; Integralidade em saúde; Humanização da Assistência.

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.