Políticas Públicas de Atenção à Saúde da Mulher no município de União da Vitória–PR: versão das usuárias da saúde pública praticada nas UBS

Maria Luiza Milani

Resumo


O estudo aborda a temática das políticas públicas e os programas de atenção à saúde da  mulher em andamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) com  Estratégia de Saúde da Família (ESF) em União da Vitória–PR. O objetivo central do estudo foi o de diagnósticas a presença e a operacionalidade das políticas públicas e os programas de atenção à saúde da mulher, bem como das estruturas, estratégias e atividades visando a  prevenção e promoção da saúde da mulher. O estudo considerou o período de 2000 a 2010. O estudo foi desenvolvido pelas pesquisas de abordagem qualitativa e quantitativa tanto das políticas públicas e os programas de atenção à  saúde da mulher,  como na pesquisa de campo com amostragem de mulheres moradoras das seis UBS que possuíam  ESF. Se  constatou que nesse município nem sempre se teve uma estrutura de saúde pública, e quando se fez a investigação empírica se evidenciou a presença de estruturas físicas bem como de um conjunto de estratégias que implementam políticas públicas de atenção à  saúde da mulher em União da Vitória-PR. As mulheres procuram mas atendimento mas há um complexo conjunto de resistências que  justificam a presença de preocupante quadro de morbimortalidade  entre as mulheres. Porém, conclui-se que há um desafio para a gestão pública municipal. É preciso manter a saúde das populações com compromisso ético ao disposto constitucionalmente, rompendo com o histórico processo da superficialização e parcialização das intervenções pelas políticas públicas. 


Palavras-chave


Políticas públicas; Saúde da Mulher; Atenção Primária e eficácia de atendimento.

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.