Representações Sociais do Louco/Loucura para Estudantes de Nível Fundamental [Social Representations of Crazy / Madness for Students of Elementary Level]

Girlane Mayara Peres, Kariny Louise Moser, Leandro Castro Oltramari, Jeferson Rodrigues

Resumo


O avanço da dimensão sócio-cultural da Reforma Psiquiátrica implica na transformação do imaginário social em relação ao louco/loucura. O presente estudo teve como objetivo compreender as representações sociais da loucura em crianças do ensino fundamental de uma escola pública da Grande Florianópolis. A pesquisa teve como método a abordagem qualitativa, tipo exploratória, cujos sujeitos foram 25 crianças entre 10 a 12 anos e, utilizou-se a técnica de análise de conteúdo. Os resultados e discussões demonstraram que, para as crianças, a pessoa com sofrimento psíquico é representada como perigosa, doente, alienada e que deve ser excluída da sociedade. Além de demonstrarem escárnio e indiferença em relação a essas pessoas. Conclui-se que a pesquisas e educação permanente com os professores pode incluir temas sobre a loucura e que a saúde mental pode ser um tema transversal desde o ensino fundamental.

 

ABSTRACT - The advancement of socio-cultural dimension of the Psychiatric Reform implies the transformation of the social imaginary in relation to the crazy / madness. The present study aimed to understand the social representations of madness in the elementary school children attending public school in Florianópolis. The research method was qualitative, exploratory, whose subjects were 25 children, betwen 10-12 years old, and used the technique of content analysis. The results and discussions showed that, for children, people with psychological distress is represented as dangerous, sick, alienated and should be excluded from society. In addition demonstrated  scorn and indifference toward these people. It is concluded that research and continuing education with teachers may include themes of insanity and mental health can be a transversal theme since elementary school.

Keywords: Social Representation; Mental Health; Student


Palavras-chave


Representação social; saúde Mental; Estudantes

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.