Diferenças de gênero e fatores motivacionais para início do tabagismo em adolescentes [Gender differences and motivational factors for smoking initiation in adolescents]

Cassiana Morais de Oliveira, Ricardo Gorayeb

Resumo


Um aspecto importante relacionado ao tabagismo é o fato que seu início ocorre predominantemente na adolescência. O objetivo desta pesquisa foi estudar os fatores motivacionais associados ao início do tabagismo, na percepção de adolescentes fumantes e não fumantes, e comparar esses fatores em relação ao gênero. Utilizou-se uma abordagem metodológica qualitativa por meio da Análise de Conteúdo Temática para avaliação das entrevistas. Participaram 80 adolescentes, alunos do ensino médio de uma escola estadual de Ribeirão Preto/SP, de ambos os gêneros, sendo 40 fumantes e 40 não fumantes, numericamente equiparados quanto ao gênero. A maioria das meninas, tanto as fumantes como as não fumantes, opinou que o que faz as pessoas começarem a fumar é o alívio de emoções negativas, já os meninos não fumantes apontaram a influência do modelo de um fumante, e os fumantes os aspectos relacionados à adolescência, como auto afirmação e inserir-se na turma. Sobre o que acham de pais fumantes, houve predomínio de verbalizações dos meninos não fumantes, e das meninas fumantes e não fumantes, na categoria má influência, e nas meninas não fumantes, na categoria não gosta. Em relação à opinião sobre amigos fumantes, verificou-se predomínio de verbalizações das meninas não fumantes, nas categorias não gosta e acha normal, e dos meninos não fumantes nas categorias prejudicando a sua saúde e das pessoas ao seu redor e não gosta. No grupo dos fumantes, em ambos os gêneros, o predomínio de verbalizações foi na categoria normal. Este estudo identificou elementos relevantes para subsidiar programas e pesquisas futuras de controle e prevenção do tabagismo em adolescentes.

ABSTRACT - An important aspect related to smoking is the fact that its onset is predominantly in adolescence. The objective of this research was to study the motivational factors associated with the onset of smoking, as perceived by smoker and nonsmoker adolescents and to compare these factors in relation to gender. It was used a qualitative methodology based in the Content Analysis to evaluate the interviews. Eighty adolescents participated. They were high school students at a public school of Ribeirão Preto/SP, of both genders, being 40 smokers and 40 nonsmokers. Most girls, both smokers and nonsmokers, stated that what makes people start smoking is the relief of negative emotions, while the nonsmoker boys pointed out the influence of a smoker model. The smoker boys referred mostly to adolescence-related aspects. Concerning what they think of smoker parents, there were predominantly nonsmoker boys’ and girls’ verbalizations, independent of the smoker condition, in the category of bad influence. Nonsmoker girls also answered in the category do not like. Concerning what they think about friends who smoke, the most frequent nonsmoker girls’ verbalizations were in the categories not like and think it is normal, while in the male sample, the predominance was in harming your own heath and of the people around you and do not like. In the smoker sample, of both genders, the predominant verbalization was in the category normal. This study identified important elements to prepare future programs and researches of smoking prevention and control.

Keywords: Motivation; Smoking; Gender and Health; Adolescent


Palavras-chave


Motivação; Tabagismo; Gênero e Saúde; Adolescente

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.