AUGE E DECLÍNIO DOS INDICADORES DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO: DA ERA LULISTA À POLÍTICA ECONÔMICA DA “PONTE PARA O FUTURO”

Fernando Augusto Mansor de Mattos, João Hallak Neto, Flaviana Candido Oliveira, Danielle Carusi Machado

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar os resultados dos principais indicadores do mercado de trabalho brasileiro, nas décadas de 2000 e 2010. Na primeira seção, são apresentadas as principais transformações ocorridas no mercado de trabalho no período Lula e nos três primeiros anos do governo de Dilma Rousseff. Na segunda seção, discute-se o papel que algumas políticas públicas tiveram para a inclusão social e a melhoria da distribuição de renda ocorrida até o ano de 2015. Na terceira seção, o artigo exibe resultados de alguns indicadores de emprego e de desemprego referentes ao período do presidente empossado, Michel Temer. Nas conclusões, são mencionados os efeitos social e economicamente nocivos do receituário antipopular, ultraliberal e carente de legitimidade política implementado pelo governo Temer.

Palavras-chave


Mercado de trabalho brasileiro; Políticas públicas; Distribuição de renda; Crise econômica.

Texto completo:

PDF/A

Referências


BALTAR, Paulo Eduardo de Andrade. Crescimento da economia e mercado de trabalho no Brasil. Texto para Discussão IPEA 2036. Brasília (DF): IPEA, fev. 2015.

BALTAR, P.E.A. et ali. Trabalho no Governo Lula: uma reflexão sobre a recente experiência brasileira. Global Labour University Working Papers, n. 9, 2010.

BARROS, Aparecida da Silva Xavier. Expansão da educação superior no Brasil: limites e possibilidades. In: Educação & Sociedade, Campinas, v. 36, nº. 131, p. 361-390, abr.-jun., 2015.

BARROS, R. P.; CURY, S.; ULYSSEA, G. A desigualdade de renda no Brasil encontra-se subestimada? Uma análise comparativa com base na PNAD, na POF e nas contas nacionais. Textos para Discussão, IPEA. TD nº 1263, 2007. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2018.

COHN, Amélia. O PBF e seu potencial como política de Estado. In: CASTRO, J. A.; MODESTO, L. (Orgs.). Bolsa Família 2003-2010: avanços e desafios. v. 2 Brasília: IPEA, 2010.

HALLAK NETO, João. A distribuição funcional da renda e a economia não observada no âmbito do Sistema de Contas Nacionais do Brasil. Tese (Doutorado em Economia) – Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, 2013.

HALLAK NETO, J.; SABOIA, J. Distribuição funcional da renda no brasil: análise dos resultados recentes e estimação da conta da renda. In: Economia Aplicada, v. 18, n. 3, 2014, pp. 483-513.

HOFFMANN, Rodolfo. Transferências de Renda e Desigualdade, Brasil, 1995-2011. In: CAMPELLO, T.; NERI, M. C. (Orgs). Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania. Brasília: IPEA. 2013, p. 207-216.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2018.

MATTOS, Fernando A. Mansor. O debate sobre distribuição de renda ao longo do processo de desenvolvimento econômico do Brasil. In: Revista da ABET, v. 16; n. 1; jan-jun 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. NECAT, ISSN 2317-8523, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.