O SISTEMA DÍVIDA PÚBLICA E A ECONOMIA DO ENDIVIDAMENTO

Henrique Kiyoshi Ishihara, Vanessa Micheli Canei

Resumo


Em 2015, os dados do Balanço Preliminar das Economias da América Latina e do Caribe da CEPAL mostram que a dívida pública consumiu em média cerca de 34,3% do PIB dos países latino americanos, tal aplicação entra em confronto com investimentos sociais como Saúde, Educação e Previdência Social, fazendo com que aumente os índice de desigualdade. A solução proposta para economias em crise, muitas vezes propostas por teóricos neoliberais, é de fazer cortes em investimentos sociais ao invés de uma auditoria da dívida pública. A fim de analisar a problemática em torno da dívida pública e a economia do endividamento, este presente artigo será estruturado em cinco capítulos. A partir do proposto, conclui-se que é preciso urgentemente superar o sistema produtivo atual, onde massacra os países latino americanos através da economia do endividamento, portanto tem-se que ter mobilização e orgânica participação dos povos latino americanos frente a tais retrocessos.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. NECAT, ISSN 2317-8523, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.