Le conte de Rhampsinite, de Gaston Maspero

Silvio Somer

Resumo


Gaston-Camille-Charles Maspero (1846-1916) foi um egiptologista francês e diretor geral de escavações e antiguidades para o governo egípcio. Também fez importante trabalho no Museu do Cairo e escreveu livros populares sobre arte egípcia. Um de seus livros, Arqueologia Egípcia (1887), fazia parte da base dos cursos de arte antiga nos países anglófonos. Os livros de Maspero tinham a característica de se focar mais nas histórias sobre arte do que na análise estrita dos objetos.

 

Dividido em contos e ciclos de contos o livro Les contes populaires de l’Égypte ancienne (1889) oferece os temas habituais do ciúme, a infidelidade, a trapaça, além de outros, mas que merece nossa atenção, mesmo depois de 3000 ou 4000 anos de existência. As histórias nos mostram que o ser humano dificilmente muda e Le conte de Rhampsinite ilustra bem a cobiça e a esperteza, com direito a final feliz à la Hollywood.

 

MASPERO, Gaston.  “Le conte de Rhampsinite”. In: MASPERO, Gaston. Les contes populaires de l’Égypte ancienne. Paris: E. Guilmoto, 1911. Disponível em: <http://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k36147z/f1.image.r=.langFR>. Acesso em 20 set. 2014.

Palavras-chave


Estudos da Tradução; Literatura francesa; Literatura egípcia; Gaston Maspero

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


In-Traduções ISSN 2176-7904, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.