A importância do brincar durante a infância e adolescência: experiência em sala de espera do CAPS infantil de Florianópolis/SC

Gisele Cristina Manfrini Fernandes, Maria Caroline das Chagas, Priscila Roberta Lopes

Resumo


A sala de espera do CAPS infantil é um interessante espaço para a promoção de saúde. O tema “brincar é saudável” emergiu do diálogo com os profissionais do CAPSi acerca das dificuldades levantadas nos atendimentos com crianças e adolescentes a respeito do brincar nas famílias. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de acadêmicas de enfermagem na promoção da saúde a um grupo de familiares em sala de espera do CAPSi de Florianópolis/SC. Atividade de grupo, de aproximadamente 40 minutos, utilizando técnica lúdica para abordar a importância do brincar para desenvolvimento saudável de crianças, adolescentes e famílias. A dinâmica consistiu na construção de um painel onde foram agregadas as expressões dos pais/familiares sobre suas experiências de brincar. A discursão com o grupo também foi estimulada com a apresentação de um vídeo de curta duração sobre os brinquedos eletrônicos. A situação saúde-doença dos filhos, foi associada a dificuldade dos pais perceberem que o adolescente também brinca, porém de maneira diferente. Foi evidenciada a dificuldade dos pais lidarem com a resistência dos filhos para atividades junto aos pais e a falta de regras familiares para conduzir isto. A forma como o adolescente tem brincado, distancia a relação familiar. É importante que os pais tenham a iniciativa de interagir mais com seus filhos e dessa forma fortalecerem o vinculo com eles, conhecendo-os e ajudando-os nas aceitações dessa fase. Ressalta a importância da atividade do Enfermeiro na promoção da saúde, frente às demandas das famílias de usuários do CAPSi.

Palavras-chave


Promoção da Saúde; Saúde Mental; Criança; Adolescente.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.