Arte e cultura para a promoção dos Direitos Humanos junto a usuários de saúde mental

Carla Regina Silva, Isadora Cardinali, Marina Sanches Silvestrini, Pamela Cristina Bianchi, Sabrina Ferigato

Resumo


Esse trabalho tem como objeto a interface entre cultura, direitos humanos e saúde mental. Para explorar essa interface, apresentaremos um relato de experiência de uma extensão universitária que inclui previamente a contextualização da temática, a narrativa de uma intervenção e sua posterior análise crítica. O projeto utilizou a arte e a cultura como estratégias sensíveis para promover espaços de formação, criação e emancipação junto a usuários de equipamentos de saúde mental de uma cidade no interior do estado de São Paulo. Pautado pela intersetorialidade e a transdisciplinaridade, foram elaboradas oficinas artístico-culturais para promover a discussão e reflexão acerca dos direitos humanos com populações que tem seus direitos violados frequentemente. A análise crítica da proposta se deu a partir do uso da técnica de construção de diários de campo, dos quais extraímos registros para a construção desse texto. Com essa experiência pudemos evidenciar: i) a importância do uso de atividades artístico-culturais junto aos usuários da saúde mental como meio de sensibilização, expressão e apropriação acerca dos seus direitos humanos fundamentais. ii) que os espaços de criação artístico-culturais oportunizaram vivências, discussões e reflexões que produzem em ato a experimentação de direitos violados ou suprimidos. iii) criações artísticas geraram importantes deslocamentos sensíveis e estéticos para pessoas com transtornos mentais que promovem importantes transformações individuais e coletivas no âmbito da saúde mental. Na direção de qualificar formação profissional, ações e relações para a emancipação dos sujeitos e o fortalecimento de espaços para a cocriação de estratégias de superação.


Palavras-chave


Cidadania; Inclusão social; Direitos sociais; Formação humana; Estética afetiva.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.