Estética da existência: a arte recriando ética em saúde mental

Alexandre Semeraro de Alcântara Nogueira, José Jackson Coelho Sampaio, Soraia Cassiano Rodrigues

Resumo


Ética, estética, política e ciência. Ética do cuidado em saúde; Estética da existência; Política do cotidiano; Ciência intuitiva, implicada e crítica. Eis os aportes deste ensaio teórico atravessado pela Saúde Mental e Arte. Ele é apresentado a partir de reflexões e composições de práticas, concebido como possibilidade de conhecimento, aprendizagem e experimentação não representável da vida, mas produtora de vida. Seu objetivo é tensionar e expandir traçados das práticas de cuidado em saúde, expostos pela processualidade de atividades com arte, realizados num CAPS AD, da cidade de Fortaleza - CE, entre 2008 - 2010. Seu formato de apresentação indireto é uma estratégia fragmentária, visa ampliar aspectos subjetivos, lúdicos e culturais, realizando uma diluição e fusão entre o saber popular e o científico. Uma imagem-movimento com planos de linhas coexistentes, num espaço-tempo anunciador de liberdade, rigor e inventividade; com resistência ao conclusivo, linear, acabado e fixo.

Palavras-chave


Saúde Mental; Ética do cuidado; Estética da existência; Composição; Experimentação.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis - Santa Catarina, Brasil. Todos os direitos reservados, 2018.