Comportamento do Aluno com Atividades Escolares de Matemática e os Contratos Didático e Social e a Prova Brasil

Doherty Andrade, Késia Caroline Ramirez Neves, Bernadete Maria Suaki Brandão

Resumo


Este artigo apresenta uma discussão teórica sobre o comportamento evidenciado em alunos de 9º ano que realizaram a Prova Brasil de 2009 e de 2011. Trabalhando com os dados estatísticos dessas Provas, constatamos que cerca de 51% deles (residentes em um município paranaense) declararam, ao responder o questionário da Prova Brasil, que não faziam com frequência as tarefas escolares de casa de Matemática. Esse comportamento foi caracterizado como uma ruptura no contrato didático, segundo Brousseau. Mostramos, ainda, que esse comportamento esteve associado a um menor desempenho dos alunos quando avaliados pela Prova Brasil. Diante desses indícios, buscamos no conceito de capital cultural o que pode ser uma explicação para tal ruptura, sugerindo, aos professores e gestores, algumas alternativas que podem mudar essa realidade.

Palavras-chave


Prova Brasil; Matemática; Contrato Didático; Capital Cultural

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Scholar Scholar Livre