Método UEP aplicado em prestadora de serviços

Rodney Wernke, Marluce Lembeck, Ivone Junges

Resumo


O estudo teve o objetivo de avaliar a adequação do método UEP ao contexto de uma lavanderia de pequeno porte. Foi utilizada metodologia classificável como descritiva, qualitativa e estudo de caso. Após revisão da literatura sobre os principais aspectos do método UEP, foram apresentados os dados coletados e relatadas as etapas de implementação dessa forma de custeamento na prestadora de serviços visada. Quantos aos dois resultados mais relevantes, considera-se que o primeiro diz respeito à quantidade de informações úteis disponibilizadas ao gestor da lavanderia pelo método UEP, como o potencial produtivo de cada posto operativo, o volume total de UEPs produzidas no período, o custo unitário e total do processamento das peças/quilos de roupas para cada produto do mix comercializado e a participação percentual de cada posto operativo nesse custo unitário. No caso do segundo resultado, como o método UEP está baseado no fator “tempo de passagem” dos produtos pelos postos operativos e a administração da lavanderia consegue estimá-los de forma confiável (pois os produtos têm ciclos de lavagem com tempos de duração padronizados em cada etapa produtiva), concluiu-se pela adequação do método UEP a esse tipo de prestadora de serviços.

Palavras-chave


Método UEP; Prestadora de serviços; Estudo de caso.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLORA, F. Controle de produção unificado e o computador. São Paulo: Pioneira, 1988.

ALLORA, F.; V. ALLORA. UP: unidade de medida da produção. São Paulo: Pioneira, 1995.

ALLORA, V.; OLIVEIRA, S. E. Gestão de custos: metodologia para a melhoria da performance empresarial. Curitiba: Juruá, 2010.

ANTUNES JUNIOR, J. A. V. Fundamentação do método das unidades de esforço de produção. Dissertação (mestrado), PPGEPS da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 1988.

BALDVINSDOTTIR, G.; MITCHELL, F.; NØRREKLIT, H. Issues in the relationship between theory and practice in management accounting. Management Accounting Research, v. 21, n. 2, p. 79-82, 2010.

BELLI, A. P., ANDRUCHECHEN, J. R., RICHARTZ, F., BORGERT, A. Structuring of a hybrid costing system in a service provider company to forest harvesting. Custos e @gronegócio on line. v. 9, n. 3, p. 174-195, Jul./Sep. 2013.

BERNARDES, S. Implementação do método da unidade de esforço de produção. Dissertação (mestrado), PPGEPS/UFSC. Florianópolis, 1999.

BORNIA, A. C. Análise gerencial de custos: aplicação em empresas modernas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

BORNIA, A. C. Mensuração das perdas dos processos produtivos: uma abordagem metodológica de controle interno. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, março de 1995 (Tese de Doutorado).

CAMBRUZZI, D.; BALEN, F. V.; MOROZINI, J. F. Unidade de esforço de produção (UEP) como método de custeio: implantação de modelo em uma indústria de laticínios. ABCustos – Associação Brasileira de Custos, v.4, n.1, p.84-103, 2009.

COOPER, D. J.; MORGAN, W. Case study research in accounting. Accounting Horizons, v. 22, n.2, p. 159-178, 2008.

CRESWELL, J. H. Qualitative inquiry and research design: choosing among five approaches. 2nd ed. Sage, 2007.

DUGEL, P.U.; TONG, K.B. Development of an activity-based costing model to evaluate physician office practice profitability. Ophthalmology, v. 118, n. 1, p. 203-231, 2011.

FILOMENA, T. P.; KLIEMANN NETO, F. J. Modelo para implantação de custeio por características. ABCustos – Associação Brasileira de Custos, v. 4, n.1, p.53-72, 2009.

FIORIOLLI, C.; MÜLLER, C. J. Desenvolvimento de um sistema de custeio para uma pequena empresa do setor de serviços. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, Florianópolis, SC, Brasil, v. 5, n. 9, p. 113-135, 2013.

FONTOURA, F. B. B. da. Gestão de custos: uma visão integradora e prática dos métodos de custeio. São Paulo: Atlas, 2013.

GANTZEL, G.; ALLORA, V. Revolução nos custos. Salvador: Casa da Qualidade, 1996.

GERVAIS M. Les conditions de la fiabilité des coûts dans l’utilisation de la méthode UVA (méthode des unités de valeur ajoutée). Revue Finance Contrôle Stratégie, v. 9, n. 2, p. 225-258, Juin. 2006.

GERVAIS, M. Contrôle de gestion. 9. ed. Economica: Paris, 2009.

GERVAIS, M.; LEVANT, Y. Comment garantir l’homogénéité globale dans la méthode UVA? Deux études de cas. Revue Finance Contrôle Stratégie. v. 10, n. 3, p. 43-73, septembre. 2007.

GUERREIRO, R. Estruturação de sistemas de custos para a gestão da rentabilidade. São Paulo: Atlas, 2011.

GUIMARÃES FILHO, L. P.; BRISTOT, V. M.; MARQUES, L. D. R.; FEIL, N. F.; COLOMBO, T. C. Aplicação do método UEP na determinação dos custos de uma empresa de revestimentos cerâmicos. ABCustos. São Leopoldo: Associação Brasileira de Custos, v. 11, n. 3, p. 28-59, set./dez., 2016.

HANSEN, D. R.; MOWEN, M. M. Gestão de custos: contabilidade e controle. São Paulo: Pioneira, 2009.

JÄNKÄLÄ, S.; SILVOLA, H. Lagging effects of the use of activity-based costing on the financial performance of small firms. Journal of Small Business Management, v. 50, n. 3, p. 498-523, 2012.

JARUGA, A.; HO, S.S.M. Management accounting in transitional economies. Management Accounting Research, v. 13, n. 4, p. 375-378, 2002.

KAPLAN, R. S.; ANDERSON, S. R. Time-Driven Activity-Based Costing. Harvard Business Review, v. 82, n.11, p. 131-138, 2004.

KLIEMANN NETO, F. J. Gerenciamento e controle da produção pelo método das unidades de esforço de produção. In: I Congresso Brasileiro de Gestão Estratégica de Custos. São Leopoldo: UNISINOS, 1995.

KREMER, A. W.; BORGERT, A.; RICHARTZ, F. Desenvolvimento de um modelo de custeio híbrido para empresas de serviço por encomenda. Revista Catarinense da Ciência Contábil – CRCSC – Florianópolis, v. 11, n. 31, p. 57-71, dez./mar. 2012.

KUNH, P. D.; FRANCISCO, A. C. de; KOVALESKI, J. L. Aplicação e utilização do método Unidade de Esforço de Produção (UEP) para análise gerencial e como ferramenta para aumento da competitividade. Revista Produção Online. Florianópolis, SC, v.11, n.3, p.688-706, jul./set., 2011.

LA VILLARMOIS, O. de; LEVANT, Y. From adoption to use of a management control tool: case study evidence of a costing method. Journal of Applied Accounting Research. v. 12, n. 3, p. 234-259, 2011.

LEVANT, Y.; LA VILLARMOIS, O. de. Georges Perrin and the GP cost calculation method: the story of a failure. Accounting, Business & Financial History, v.2, n.14, p. 151-181, 2004.

LEVANT, Y.; ZIMNOVITCH, H. Contemporary evolutions in costing methods: understanding these trends through the use of equivalence methods in France. Accounting History. v. 18, n.1, p. 51-75. 2013.

LIN, Z.J.; YU, Z. Responsibility cost control system in China: a case of management accounting application. Management Accounting Research, v. 13, n. 4, p. 447-467, 2002.

LUIZ, G.; GASPARETTO, V.; LUNKES, R. J.; SCHNORRENBERGER, D. Utilização do Método da Unidade de Esforço de Produção (UEP): estudo em uma empresa de cosméticos. Revista ABCustos – Associação Brasileira de Custos, vol. IX, n.1, jan./abr. 2014.

LUKKA, K. The roles and effects of paradigms in accounting research. Management Accounting Research, v. 21, n. 2, p. 110-115, 2010.

MALAQUIAS, R. F.; GIACHERO, O. S.; COSTA, B. E. da; LEMES, S. Método das unidades de esforço de produção versus métodos de custeio tradicionais: um contraponto. In: Congresso Brasileiro de Custos, 14, 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: ABC/UFPB, 2007. CD-ROM.

MARQUES, K. C. M.; CAMACHO, R. R.; ALCANTARA, C. C. V. de. Avaliação do rigor metodológico de estudos de caso em contabilidade gerencial publicados em periódicos no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças – USP. São Paulo, v.26, n.67, p.27-42, jan./abr. 2015.

MARTINS, E.; ROCHA, W. Métodos de custeio comparados: custos e margens analisadas sob diferentes perspectivas. São Paulo: Atlas, 2010.

MEYSSONNIER, F. L'approche des coûts complets par les équivalents de production, voie d'avenir ou impasse? (une analyse de la méthode GP-UVA). Comptabilité-Contrôle-Audit, France, v. 9, n. 1, p. 111-124, nov. 2003.

MILANESE, S.; SALAZAR, M. C.; CITTADIN, A.; RITTA, C. de O. Método de custeio UEP: uma proposta para uma agroindústria avícola. Revista Catarinense da Ciência Contábil – CRCSC. Florianópolis, v.11, n.32, p.43-56, abr./jul. 2012.

MONTINI, C. R.; LEAL, F. C. dos R.; MARETH, T. Comparativo entre métodos de custeio: Unidade de Esforço Produtivo (UEP) e tradicional de rateio simples. ConTexto, Porto Alegre, v. 9, n.15, 1º semestre/2009.

MOROZINI, J. F.; GASS, C. T.; CARPENEDO, C. L.; ZUFFO, C. R. R. Aplicação da abordagem UEP em uma empresa do setor fabril: um estudo de caso. Sistemas & Gestão, v.1, n.2, p.142-155, maio/ago. 2006.

NOVASKI, O.; ASSUNÇÃO, W. Uma aplicação da análise de valor em uma empresa de manufatura através da UEP. GEPROS – Gestão da Produção, Operações e Sistemas, v.5, n.1, p.93-112, jan./mar. 2010.

OYADOMARI, J. C. T.; CARDOSO, R. L.; MENDONÇA NETO, O. R.; ANTUNES, M. T. P.; AGUIAR, A. B. Criação de conhecimento em práticas de controle gerencial: análise dos estudos internacionais. Advances in Scientific and Applied Accounting. São Paulo, v.6, n.1, p.4-30, 2013.

PEREIRA, S. I. M. Custeio por atividades (ABC) e unidade de esforço de produção (UEP): similaridades, diferenças e complementaridades. Dissertação (Mestrado). PPGCC. Universidade de São Paulo - USP, 2015.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3ª. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SABADIN, A. L.; GRUNOW, A.; FERNANDES, F. C. Integração do custeio ABC com o Método UP: um estudo de caso. Revista Universo Contábil. Blumenau, v. 1, n.3, p.21-36, set./dez. 2005.

SCHULTZ, C. A.; SILVA, M. Z. da; BORGERT, A. É o Custeio por Absorção o único método aceito pela Contabilidade? In: Congresso Brasileiro de Custos, 15, 2008. Curitiba. Anais... Curitiba: ABC/UFPR, 2008. CD-ROM.

SILVA, M. Z. da; BORGERT, A.; SCHULTZ, C. A. Sistemarização de um método de custeio híbrido para o custeamento de procedimentos médicos: uma aplicação conjunta das metodologias ABC e UEP. Revista de Ciências da Administração, v.11, n.23, p.217-244, jan./abr. 2009.

SLAVOV, T. N. Gestão estratégica de custos: uma contribuição para a construção de sua estrutura conceitual. Tese (doutorado). PPGCC. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo - FEA/USP, São Paulo, 2013.

SOUSA, L. A. de; FIGUEIRÊDO JÚNIOR, H. S. de. Determinantes da difusão do método de custeio Unidade de Esforço de Produção (UEP) na indústria têxtil cearense. Revista Gestão Industrial. UTFPR, v. 8, n.1, p.145-163, 2012.

SOUZA, F. R. Tempo e unidade de rede: equivalência de produção em serviços de telecomunicações. Dissertação (mestrado), PPGC da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2014.

SOUZA, M. A. de. Mensuração e custeio: fundamentos de custos para gestão. In: PARISI, C.; MEGLIORINI, E. (org.). Contabilidade gerencial. São Paulo: Atlas, 2011.

SOUZA, M. A. de; DIEHL, C. A. Gestão de custos: uma abordagem integrada entre contabilidade, engenharia e administração. São Paulo: Atlas, 2009.

WALTER, F.; CONFESSOR, K. L. A.; BEZERRA, F. G.; MACIEL, B. S. L.; AMORIM, B. P. Método das Unidades de Esforço de Produção: um perfil dos estudos de caso. Espacios, v.37, n.3, p.4, 2016.

WERNKE, R. Análise de custos e preços de venda: ênfase em aplicações e casos nacionais. São Paulo: Saraiva, 2005.

WERNKE, R.; JUNGES, I. Indicadores não financeiros do Método UEP aplicáveis à gestão fabril de frigorífico. Custos e Agronegócios Online, v. 13, n. 1, p.66-104, 2017

WERNKE, R.; JUNGES, I.; CLÁUDIO, D. A. Indicadores não-financeiros do método UEP aplicáveis à gestão de pequena indústria. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, v.4, p.125-145, 2012.

WERNKE, R.; JUNGES, I.; LEMBECK, M. Comparativo entre os métodos UEP e TDABC: estudo de caso. Revista Ambiente Contábil. UFRN. Natal, RN. v. 7. n. 1, p. 51 – 69, jan./jun. 2015.

WERNKE, R.; JUNGES, I.; LEMBECK, M.; ZANIN, A. Determinação do custo fabril pelo método UEP: estudo de caso no setor de salsicharia de frigorífico. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, Bauru, Ano 10, nº 1, jan-mar/2015, p. 139-156. DOI: 10.15675/gepros.v10i1.1227.

WERNKE, R.; LEMBECK, M.; JUNGES, I.; RITTA, C. O. Método UEP: estudo de caso sobre a aplicabilidade em pequena fábrica de confecções femininas. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, Florianópolis, SC, Brasil, v. 5, n. 9, p. 296-319, 2013.

WERNKE, R.; MENDES, E. Z. Método UEP aplicado em pequena fábrica de molduras. Revista de Contabilidade e Controladoria. UFPR, Curitiba, v.2, n.3, p.39-57, set./dez.2010.

XAVIER, G. G. Proposta de abordagem computacional para a metodologia das unidades de esforço de produção. Dissertação (mestrado), PPGEPS/UFSC. Florianópolis, 1988.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e método. Porto Alegre: Bookman, 2010.

ZANIEVICZ, M.; BEUREN, I. M.; SANTOS, P. S. A. dos; KLOEPPEL, N. R. Método de custeio: uma meta-análise dos artigos apresentados no Congresso Brasileiro de custos no período 1994 a 2010. Revista Brasileira de Gestão de Negócios. São Paulo, FECAP, v.15, n.49, p.601-616, out./dez. 2013.

ZONATTO, V. C. da S.; SILVA, M. Z. da; TOLEDO FILHO, J. R. de; DREBES, A. V. Utilização do método de Unidade de Esforço de Produção (UEP) para determinação dos custos de transformação de uma indústria de vidros curvados para refrigeradores comerciais. Revista Gestão Industrial. UTFPR, v. 8, n.1, p.233-248, 2012.