Modelo de regressão logística para análise de risco de crédito em uma instituição de microcrédito produtivo orientado

Cleyton de Oliveira Ritta, Marcelo Christiano Gorla, Nelso Hein

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo geral identificar os benefícios de um modelo de regressão logística para análise de risco de crédito em uma instituição de microcrédito produtivo. Para atingir tal objetivo realizou-se uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa por meio de pesquisa de levantamento e documental com dados primários. A técnica estatística empregada para construção do modelo de análise de risco de crédito foi a Regressão Logística. Os resultados apontaram que o modelo proposto foi significativo para classificação de clientes com o percentual de acerto de 70%. O modelo estima que quando o cliente que mora com familiares ou em residência cedida, possui empresa constituída, busca uma quantidade maior de parcelas para pagamento do empréstimo e destina os recursos para o capital de giro aumentam as chances de inadimplência. Conclui-se que os benefícios para a gestão e análise de crédito foram principalmente a construção de um instrumento estatístico de apoio à avaliação de risco de crédito, a identificação de fatores que influenciam o risco de inadimplência nas operações financeiras e a descrição didática das etapas de elaboração de um modelo de Credit Scoring

Palavras-chave


Análise de crédito; Credit scoring; Microcrédito

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALVES, C. M.; CAMARGOS, M. A. Fatores condicionantes da inadimplência em operações de microcrédito. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos - BASE, São Leopoldo, v. 11, n. 1, p. 59-74, jan./mar. 2014.

ARAÚJO, E. A.; CARMONA, C. U. M.; Desenvolvimento de modelos Credit Scoring com abordagem de regressão logística para a gestão da inadimplência de uma instituição de microcrédito. Contabilidade Vista & Revista, Minas Gerais, v. 18, n. 3, p. 107- 131, jul./set. 2007.

BARONE, F. M. et al. Introdução ao microcrédito. Brasília: Conselho da Comunidade Solidária, 2002.

BERTUCCI, L. A.; GUIMARÃES, J. B.; BRESSAN, V. G. F. Condicionantes de adimplência em processos de concessão de crédito a micro e pequenas empresas. In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração, 27, 2003, Atibaia. Anais...Rio de Janeiro: ANPAD, 2003.

BESSIS, J. Risk management in banking. United Kingdom: John Wiley & Sons Ltd., 1998.

BRASIL, Lei n. 11.110, de 25 de Abril de 2005. Institui o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado - PNMPO e altera dispositivos da Lei no 8.029, de 12 de abril de 1990, que dispõe sobre a extinção e dissolução de entidades da administração pública federal; da Lei no 9.311, de 24 de outubro de 1996, que institui a Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira – CPMF; da Lei no 9.872, de 23 de novembro de 1999, que cria o Fundo de Aval para a Geração de Emprego e Renda – FUNPROGER; da Lei no 10.194, de 14 de fevereiro de 2001, que dispõe sobre a instituição de Sociedades de Crédito ao Microempreendedor; e da Lei no 10.735, de 11 de setembro de 2003, que dispõe sobre o direcionamento de depósitos a vista captados pelas instituições financeiras para operações de crédito destinadas à população de baixa renda e a microempreendedores; e dá outras providências. Disponível em < https://www.planalto.gov.br>. Acesso em: 01 ago. 2014.

CAMARGOS; M. A. et al. Fatores condicionantes de inadimplência em processos de concessão de crédito a micro e pequenas empresas do estado de Minas Gerais. Revista de Administração Contemporânea - RAC, Curitiba, v. 14, n. 2, p. 333-352, mar./abr. 2010.

CAMARGOS, M. A.; CAMARGOS, M. C. S.; ARAÚJO, E. A. A inadimplência em um programa de crédito de uma instituição financeira pública de minas gerais: uma análise utilizando regressão logística. Revista de Gestão - REGE, São Paulo, v. 19, n. 3, p. 467-486, jul./set. 2012.

CHINELATTO NETO, A.; FELÍCIO, R. S.; CAMPOS, D. Métodos de monitoramento de modelo Logit de Credit Scoring. In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 31., 2007, Rio de Janeiro Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2007.

DIAS FILHO, J. M.; CORRAR, L. J. Regressão logística. In: CORRAR, L. J; PAULO, E.; DIAS FILHO, J. M. (Coord.). Análise multivariada: para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. São Paulo: Atlas, 2007.

FÁVERO, L. P. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

GULLI, H. Microfinance and Poverty: Questioning the Conventional Wisdom.Washington, D.C.: International American Development Bank, 1998.

KWITKO, E. E. B. (Coord.). Manual para formação de agentes de crédito: programa de crédito produtivo popular. Rio de Janeiro: BNDES, 1999. Disponível em: . Acesso em: 17 de junho de 2014.

LEWIS, E. Introdução ao Credit Scoring. Fair Isaac: San Rafael, California. 1992.

MARTINS, G. A. Manual para elaboração de monografias e dissertações. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

NERI, M.; MEDRADO, A.. Experimentando microcrédito: uma análise de impacto do Crediamigo no acesso a crédito. Documentos Técnico-Científicos. 41.2, p. 133-154, 2010.

PASSOS, A. F. et al. Focalização, sustentabilidade e marco legal: uma revisão de literatura de micro finanças. Mercado de trabalho: conjuntura e análise. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, Ministério do Trabalho e Emprego – MTE e Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia, Rio de Janeiro, n. 18, 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 de Junho de 2014.

RIBEIRO, C. F.; ZANI, J.; ZANINI, F. A. M. Estimação da probabilidade de inadimplência:

uma verificação empírica na Universidade Católica de Pelotas. In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 33., 2009, São Paulo. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2009.

SANTOS, L. G.; BORGES, D. F. Microcrédito e pequenos empreendedores: um estudo com grupos solidários em Fortaleza/CE. Interface, v. 10, n. 1, 2013.

SANTOS, L.M.; FERREIRA, M.A.M. Condicionantes do custo do microcrédito no estado de Minas Gerais: aspectos transacionais e comportamentais dos agentes. Revista Gestão e Regionalidade, v. 25, n. 73, p. 89-100, 2009.

SCHREINER, M. Informal finance and the design of microfinance. Development in

Practice, v. 11, n. 5, p. 637-640, 2001

SICSÚ, A. L. Credit Scoring: desenvolvimento, implantação, acompanhamento. São Paulo: Blucher, 2010.

SILVEIRA FILHO, J. A. Microcrédito na região metropolitana do Recife: experiência empreendedora do CEAPE. 2005. 81 p. Dissertação (Mestrado em Economia) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife: UFPE, 2005.