Qualidade da informação contábil: uma análise de suas características com base na percepção do usuário externo

Marco Aurélio Batista de Sousa, Caroline Fernandes Fernandes, Rômulo Provazi Pesci Bezerra, SIlvio Paula Ribeiro

Resumo


Este artigo se propõe a analisar a qualidade da informação contábil mediante a sua evidenciação, tendo, como base, a percepção dos usuários quanto à sua forma, conteúdo e utilidade. Para tanto, esta pesquisa foi dividida em duas etapas: a primeira destinou-se à parte introdutória do estudo, pontuando questões relevantes quanto à problemática estudada e à revisão bibliográfica pertinente ao tema, a qual deu sustentação teórica à parte prática deste trabalho. A segunda etapa, por sua vez, foi operacionalizada por meio de um estudo exploratório do tipo estudo de caso com abordagem qualitativa. Dessa forma buscando estabelecer relações entre o referencial teórico e a realidade dos clientes de uma empresa prestadora de serviços contábeis em Andradina, São Paulo. Assim, para coletar os dados, utilizou-se de um questionário, com questões predominantemente fechadas, utilizando-se de análise descritiva. Como resultado, foi possível identificar a satisfação dos usuários em relação aos serviços e à informação contábil que eles utilizam, bem como identificar as características que melhor as qualificam.

Palavras-chave


Informação contábil; Qualidade da informação; Características da informação contábil, empresa prestadora de serviço contábil; Usuário externo

Texto completo:

PDF/A

Referências


AMORIM, D.S; SILVA, A.C.R. Gestão estratégica da informação contábil: um enfoque no gerenciamento de micro e pequenas empresas. RIC – Revista de Informação Contábil, v. 6, n. 1, p. 39-65, jan./mar, 2012.

BEAL, A. Gestão estratégica da informação: como transformar a informação e a tecnologia da informação em fatores de crescimento e de alto desempenho nas organizações. São Paulo: Atlas, 2004.

CALAZANS, A.T.S.; COSTA, S.M.S. Modelo de avaliação da qualidade da informação estratégica bancária. Ciência da Informação. Brasília, DF, v. 38, n. 3, p. 21-39, set./dez, 2009.

COELHO, C.U.F.; LINS, L.S. Teoria da contabilidade: abordagem contextual, histórica e gerencial. São Paulo: Atlas, 2010.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC Nº. 1.374/2011: estrutura conceitual para a elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro. Brasília: CFC, 2011.

CROSBY, P.B. Qualidade é investimento. 6. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1994.

CRUZ, C.O.A. A relevância da informação contábil para os investidores sociais privados de entidades do terceiro setor no Brasil: uma investigação empírica. 156 f, 2010. Tese (Doutorado em Contabilidade e Controladoria), Programa de Pós-Graduação em Contabilidade e Controladoria. Universidade de São Paulo: São Paulo, 2010.

DIAS FILHO, J.M.A Linguagem Utilizada na Evidenciação Contábil: uma análise de sua compreensibilidade à luz da Teoria da Comunicação. Caderno de Estudos FIPECAFI, v. 13, n.24, p.38-49, São Paulo, jul./dez, 2000.

FAVERO, H.L.; LONARDONI, M.; SOUSA. C.; TAKAKURA, M. Contabilidade teoria e prática. 6. d. São Paulo: Atlas, 2011.

FERNANDES, F.C; KLANN, R.C.; FIGUEREDO, M.S. A utilidade da informação contábil para a tomada de decisões: uma pesquisa com gestores alunos. Revista Contabilidade Vista & Revista. Belo Horizonte, v. 22, n. 3, p. 99-126, jul./set. 2011.

FINANCIAL ACCOUNTING STANDARDS BOARD. Statement of Financial Accounting Concepts n° 2. Qualitative characteristics of accounting information. May 1980, 60p. Disponível em: . Acesso em 5 de dezembro de 2013.

FRANCO, I. Contabilidade geral. 23. ed. São Paulo: Atlas, 1996.

FREITAS, H. Informação e decisão: sistemas de apoio e seu impacto. Porto Alegre: Ortiz, 1997.

GARVIN, D. Gerenciando a qualidade. São Paulo. QualityMark, 2002.

GIL, A.C. Como elaborar projeto de pesquisas. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

HENDRIKSEN, E.S; VAN BREDA, M.F. Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas, 2009.

HUANG, K.T.; WANG, R.W; LEE. Y.W. Quality information and knowledge. Prentice Hall PTR, 1999.

IUDÍCIBUS, S. Teoria da contabilidade. 10. ed. São Paulo: Atlas., 2010.

IUDÍCIBUS, S.; MARION, J.C.; FARIA, A.C. Introdução à teoria da contabilidade para o nível de graduação. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

IUDÍCIBUS, S.; RAMOS, A.T.; CASTILHO, E.; WEBER FILHO, E.; MARTINS, E.; BENATTI, L. DOMINGUES JR, R.; KANITZ, S. C. Contabilidade introdutória. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

JURAN, J.M. Planejando para a qualidade. 3. ed. São Paulo: Thomson Pioneira, 1995.

LACOMBRE, F.; HEILBORN, G. Administração: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva, 2003.

LEE, Y.W; STRONG, D.M; KALHN, B.K. AIMQ: a methodology for information quality assessment. Information & Management, v. 40, p. 133-146, 2002.

LYRA, R.W.C. Uma contribuição à mensuração do resultado econômico da decisão de investimentos em qualidade em empresas de serviços contábeis: uma abordagem da gestão econômica. 120 f. 2003. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), São Paulo, 2003.

MARTINS, G.A. Estudo de caso uma estratégia de pesquisa. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MIRANDA, L.C; LIBONATI, J.J; FREIRE, D.R; SATURNINO, O. Demanda por serviços contábeis pelos mercadinhos: são os Contadores Necessários? Contabilidade Vista & Revista. v. 19, n. 1, p. 131-151, jan./ mar, 2008.

NIYAMA, J.K.; SILVA, C.A.T. Teoria da contabilidade. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

O’BRIEN. J.A. Sistema de informação e as decisões gerenciais na era da internet. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

PADOVEZE, C.L. Sistemas de informações contábeis: fundamentos e análise. 6º São Paulo: Atlas, 2009.

PAIM, I.; NEHMY, R.M. Q. GUIMARÃES, C.G. Problematização do conceito qualidade da informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 111-119, jan./jun, 1996.

PALMA, D.A. O perfil da relação profissional entre as empresas de serviços contábeis (ESC) e a micro e pequena empresa (MPE). 126f. 2005, Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade Estratégica). Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade Estratégica. Centro Universitário Álvares Penteado, São Paulo, 2005.

POHLMANN; M.C; ALVES, F.J.S. Regulamentação. In: LOPES, A. B; IUDÍCIBUS, S. (Cord). Teoria avançada da contabilidade. São Paulo: Atlas, p. 235-275, 2012.

PORTON, R.A.B.; LONGARAY. A.A. Relevância do uso das informações contábeis nos processos decisionais. Revista Angrad, v. 7, n. 4, out-nov-dez, p. 89-110, 2006.

QUEIROZ, L.M.N. Investigação do uso da informação contábil na gestão das micros e pequenas empresas da região do Seridó Potiguar. 140f, 2005. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis). Programa Multiintitucional e inter-Regional do Consócio UnB, UFPB e UFRN, Brasília, 2005.

REDMAN, T. The impact of poor data quality on the typical enterprise”. Communications of the ACM, v. 41, n. 2, p. 79-82, 1998.

REZENDE, D.A. Sistema de informações organizacionais: guia prático para projetos em cursos de administração, contabilidade e informática. 4. ed. São Paulo, 2010.

ROBBINS, S.P. Comportamento organizacional. 11. ed. São Paulo: Person Pretice Hall, 2005.

SPINELLI, E.L. Valorização da prestação de serviços contábeis. Revista Brasileira de Contabilidade. Distrito Federal, n. 115, p. 26-27, 1999.

STAIR, R.M.; REYNOLDS, G.W. Princípios de sistema de informação. 9. Ed. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

STRASSBURG, U. A contabilidade frente aos avanços tecnológicos. Cascavel: EDUNIOESTE, 2004.

STROEHER, A.M.; FREITAS, H. O uso das informações contábeis na tomada de decisão em pequenas empresas. Revista de Administração Eletrônica. São Paulo, v. 1, n. 1, art.7, jan./jun. p. 1-25, 2008.

THOMÉ, I. Empresas de serviços contábeis: estrutura e funcionamento. São Paulo: Atlas, 2001.

VILELA, V; SOUZA, F.A.; COSTA, M.O; MARIANO, F.O. Um estudo sobre a percepção dos empresários das micro e pequenas empresas e dos profissionais de contabilidade acerca da informação contábil gerada. In: V. Congresso UFV de Administração e Contabilidade e II Mostra Científica maio DE 2012 Viçosa/MG, p. 1-10, 2012.

WANG, R.; ZIAD, M.; LEE, Y.W. Data quality. Kluwer Academic Publishers, 2000.