O poder público e poder privado: direcionados aos interesses da economia solidária

Tais Pentiado Godoy, Julio Cezar Mairesse Siluk, Leoni Pentiado Godoy, Daniel Benitti Lorenzett

Resumo


A presente proposta tem por objetivo investigar a importância da UFSM nos planos de gestão da economia solidária para o município de Santa Maria e atender o preceito da indissociabilidade de ensino, pesquisa e extensão, envolvendo os estudantes de graduação e pós-graduação em Engenharia de Produção. O levantamento de dados foi realizado na 6ª Feira de Economia Solidária do MERCOSUL, nos dias 9, 10 e 11 de julho de 2010, em Santa Maria, RS. O questionário estruturado com 16 questões abertas e questiona principalmente, apoio e benefícios que recebem de centros de ensino, prefeituras, grupos religiosos entre outros. No resultado ficou evidenciado que os países do MERCOSUL e estados brasileiros com apoio de órgãos políticos, religiosos ou de ensino são empreendimento que se desenvolvem mais rapidamente, devido a contribuição em função da prática da autogestão e amplia as possibilidades da sustentabilidade em relação a associação de pessoas onde umas apreendem com as outras.

Palavras-chave


Economia solidária; Gestão de qualidade; Estratégia e planejamento.

Texto completo:

PDF/A

Referências


AL-TMEEMY, S.M.H.; ABDUL-RAHMAN, H.; HARUN, Z. Contractors’ perception of the use of costs of quality system in Malaysian building construction projects. International Journal of Project Management, v. 30, n. 7, p. 827-838, 2012.

AAKER, D. A. How to select a business strategy. California Management Review, v. 26, n. 3, p. 167-181, 1984.

ADAMS, Telmo. Educação e Economia Solidária. Editora Idéias e Letras. São Paulo, 2010.

ALMEIDA, Sergio. Ah! Eu não acredito: Como cativar o cliente por meio de um fantástico atendimento. 53. ed. Salvador: Casa da qualidade, 2001.

ALLEN, L.C. Role of a quality management system in improving patient safety: laboratory aspects. Clinical Biochemistry, v. 46, n. 13-14, p. 1187-1193, 2013.

ANANIAS, Patrus. Discurso como Ministro do Desenvolvimento Social e Combate a Fome. Jornal de Economia Solidária de Santa Maria, RS. 2010.

ANSOFF, H. I. Corporate strategy. Harmondsworth: Penguin, 1965.

ARRUDA, Marcos. Economia Solidária e o renascimento de uma sociedade humana matrística. Disponível em: . Acessado em: 27 de julho de 2010.

BESANKO, D.; DRANOVE, D.; SHANLEY, M. Economics of strategy. New York: Wiley, 2000.

BONDUELLE, G. M. Avaliação e análise dos custos da má qualidade na indústria de painéis de fibras duras. Florianópolis, SC. Dissertação de Mestrado, UFSC, 1997.

BUZZATTI, Alan Patrik. A economia popular solidária frente às transformações contemporâneas no mundo do trabalho. Centro de Ciências Sociais e Humanas. Programa de Pós-Graduação em Integração Latino- Americana. Dissertação de Mestrado. UFSM, Santa Maria: 2007.

BROCKA, Bruce; BROCKA, M. Suzanne. Gerenciamento da Qualidade. Tradução e revisão técnica Valdênio Ortiz de Sousa. São Paulo: Makron Books, 1994.

CAMPOS, V. Falconi. Gerência de Qualidade Total: Estratégia para aumentar a competitividade da empresa brasileira. Belo Horizonte. Editora Bloch, 1990.

CARUANA, M.E.C; SRNEC, CC. Public Policies Addressed to the Social and Solidarity Economy in South America. Toward a New Model? Voluntas, v. 24, n. 3 p. 713-732, 2013.

CHATTERTON, P. Making autonomous geographies: Argentina’s popular uprising and the ‘Movimiento de Trabajadores Desocupados’ (Unemployed Workers Movement). Geoforum, v. 36, n. 5, p. 545-561, 2005.

CHIAVENATO, Idalberto. SAPIRO, Arão. Planejamento estratégico: fundamentos e aplicações. 4 ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2004.

CERICATO, AMARAL, COSTA, BOFF. Simpósio Latino-Americano de Estratégias Brasil. In: Encontro Luso- Brasileiro de Estratégias, Balneário Camboriú. Itajaí: Univali; 2006.

COX, K. R. Spaces of globalization: reasserting the power of the local. New York: The Guilford Press, 1997.

CROSBY, Philip B. Quality leadership. Executive Excellence, v.10, n. 5, p. 3-5, 1990.

DEMING, W. E. Qualidade: a revolução da administração. Rio de Janeiro. Marques Saraiva. 1990.

DYER, J.H. Specialized supplier networks as a source of competitive advantage: evidence from the auto industry. Strategic Management Journal, v. 17, n. 1, pp. 271-291, 1996.

FEIGENBAUM, Armand V. Controle da qualidade total: gestão e sistemas. (tradução Regina C. Loverri) v. I, Makron Books. São Paulo. 1994.

GHEMAWAT, P. Sustainable advantage. Harvard Business Review, v. 64, n. 5, p. 53-69, 1986.

GODOY, L.P et al. Uma análise da satisfação dos consumidores da feira de economia solidária de Santa Maria. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering (IJIE), v. 2, n. 4, p. 133-155, 2010.

HOJI, Masakazu. Administração Financeira e orçamentária: Matemática Financeira Aplicada, Estratégias Financeiras e Orçamento Empresarial. 7. Ed. Atlas, São Paulo. 2007.

JURAN, J. M.; GRYNA, Frank M. Controle da qualidade – Handbook: conceitos, políticas e filosofia da qualidade. São Paulo: Makron, McGraw-Hill, 1991.

KILIC, Hasan; OKUMUS, Fevzi. Factors influencing productivity in small island hotels: Evident from Northern Cyprus. International Journal of Contemporary Hospitality Management, v. 17, n. 4, p. 315-331, 2005.

LEMAITRE, A.; HELMSING, A.H.J. Solidarity economy in Brazil: movement, discourse and practice analysis through a Polanyian understanding of the economy. Journal of International Development, v. 24, n. 6, p. 745-762, 2012.

MINISTÉRIO DO TRABALHO. Senaes. Sistema Nacional de Informações em Economia Solidária (Sies): Anexo 1. Termo de Referência. Brasília, 2004.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO DO BRASIL. Coordenação Geral de Emprego e Renda. Coordenação do PROGER. PROGER nos Municípios - 2004 - PB. 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 de julho de 2010.

MINTZBERG, Henry; AHLSTRAND, Bruce; LAMPEL, Joseph. Safári de Estratégia. Porto Alegre: Artes Médicas Sul Ltda; 2000.

MINTZBERG, Henry; LAMPEL, Joseph; QUINN, James Brian; GHOSHAL, Sumantra. O processo da Estratégia: conceitos, contextos e casos selecionados. 4 ed. Porto Alegre: Bookmann; 2006.

OHMAE, K. Effective strategies for competitive success. The McKinsey Quarterly, v. 20, n. 2, p. 50-59, 1978.

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Planejamento estratégico: conceito, metodologia e práticas. 22 ed. São Paulo: Atlas; 2005.

PALADINI, Edson Pacheco. Gestão da Qualidade no Processo: a qualidade na produção de bens e serviços. São Paulo: Atlas, 1995.

__________. Gestão da qualidade: teoria e prática. 2a Ed. São Paulo: Atlas, 2004, 339 p.

PARAST, M.M; ADAMS, S.G. Corporate social responsibility, benchmarking, and organizational performance in the petroleum industry: a quality management perspective. International Journal of Production Economics, v. 139, n. 2, p. 447-458, 2012.

PORTER, M. Competitive strategy: techniques for analyzing industries and competitors. New York: Free Press, 1980.

__________. The structure within industries and companies’performance. The Review of Economics and Statistics, v. 61, n. 2, p. 214-227, 1979.

__________. Estratégia Competitiva: técnicas para análise da indústria e da concorrência. 8. ed., Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1999.

PROJETO ESPERANÇA: Cooesperança. Santa Maria/RS. Disponível em: . Acesso em: 28 de agosto de 2010.

RICCI, S. M. Qualidade Total no Ensino Superior: estudo de caso na UNIMEO/CTESOP de Assis Chateaubriand-PR. 2003. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

ROQUEBERT, J. A.; PHILLIPS, R. L.; WESTFALL, P. A. Markets vs. management: what ‘drives’ profitability? Strategic Management Journal, v. 17, n. 8, pp. 653-664, 1996.

SINGER, Paul. Crise não acabou para quem perdeu o emprego. (2010) disponível em: . Acesso em: 28 de agosto de 2010.

SOUTH, S. E. Competitive advantage: the cornerstone of strategic thinking. The Journal of Business Strategy, v. 1, n. 4, p. 15-25, 1981.

STORPER, M. The regional world: territorial development in a global economy. New York: The Guilford Press, 1997.

VASCONCELOS, Paulo. PAGNOCELLI Dernizo. Construindo estratégias para vencer. 7 ed. Rio de Janeiro: Campus; 2001.

VEIGA, Sandra M. Elementos para um projeto de Sócio-Economia Solidária. Revista Proposta. n. 88/89 Março/Agosto de 2001.

VIEIRA, Elias Medeiros. Cooperativas de Trabalho: estudo do cooperativismo intermediador de mão-de-obra e seus reflexos para o trabalhador brasileiro. Santa Maria: MILA, 2005.